Investigação da Mulher

Quando avaliamos um casal com infertilidade temos que ser criteriosos na investigação da causa para sabermos o fator que estamos tratando. Um dos pontos mais importantes é uma conversa detalhada sobre a história do casal. Neste momento já podemos levantar diversas hipóteses que vão nos direcionar para a realização ponderada dos exames necessários para nos auxiliar em algum diagnóstico.

As mulheres precisam ter seu ciclo avaliado em busca da confirmação da ovulação, além da avaliação da sua reserva ovariana. Isso pode ser feito através de dosagens hormonais e acompanhamento ultrassonográfico do ciclo.

O ultrassom transvaginal nos dá informações sobre o útero, endométrio e ovários e podem nos dar diagnósticos de miomas, pólipos, cistos ovarianos entre outras patologias ginecológicas que podem estar envolvidas.

A avaliação das trompas com o exame de Histerossalpingografia muitas vezes é necessária para sabermos as condições do “caminho” que o óvulo e espermatozoides deverão seguir para que a fecundação ocorra. As imagens do exame devem ser avaliadas com muito critério antes de considerar o exame “normal”.

Existem muitos outros exames sofisticados como a avaliação genética, histeroscopia, laparoscopia entre outros, mas estes devem ter indicação para sua solicitação.

A avaliação inicial deve ser cautelosa mas objetiva. Muitos casais há anos ficam colhendo exames em busca de uma resposta mas nunca fizeram nenhum tratamento. Os exames não engravidam!! Eles apenas nos mostram um caminho para a melhor conduta.

Leave A Comment

You must be logged in to post a comment.